Fanfic Inuyasha

Fanfic Inuyasha


Legenda:
Hanyou – meio yokai, meio humano – híbrido.
Yokai – demônio, monstro
Naraku (Naraki) – O grande vilão da série
Tetsuiga (lê-se tessaiga) – Poderosa espada
Sesshomaru (perfeição que mata) Meio irmão de inuyasha – Senhor das terras do Oeste.
Jóia de 4 almas (amizade, coragem, sabedoria e amor)
Personagens:
Inuyasha, Kagome, mãe, vovô, Souta (irmão da Kagome), Mirok (monge), Sangô (caça yokais) Shippou.


A maldição da lua escondida.

Narak estava observando inuyasha através de um de seus insetos, ele percebeu o ponto fraco do hanyou na noite do primeiro dia, onde Inuyasha vira humano.
Ele evocou a feiticeira da lua e contou seu plano.

- Então você é capaz de controlar a lua?
- Sim – disse a velha mulher com um ar maléfico.
- Quero que você esconda a lua, assim Inuyasha se tornará presa fácil para qualquer yokai.
- Então o ponto fraco dele está na lua escura, vou escondê-la, mas só posso fazer isso quando a lua estiver perto de completar o seu ciclo, preciso de um fio de cabelo do Inuyasha para fazer o feitiço.
- Pegue, este fio deve servir, faça seus feitiços e em troca eu lhe darei a jóia de quatro almas.
- A jóia de quatro almas?! Farei o que pede senhor Narak. – em seguida pensou: Com essa jóia vou ser a feiticeira mais poderosa do país.

Narak estava muito fraco, ele mal podia se reconstituir por isso estava tão bem escondido que ninguém conseguiu encontrá-lo.

Enquanto isso Inuyasha e Kagome, como sempre, estavam discutindo; Mirok, Sangô e Shippou ficaram só olhando.

- Inuyasha, é melhor não sairmos mais na noite do primeiro dia!
- Do que você está falando Kagome???
- Você sabe Inuyasha! Sobre você ficar humano em noite de lua nova! Você pode morrer se for atacado nessa situação!
- Kagome, não seja boba! Ninguém conhece o meu segredo! Além disso, eu posso dar conta de um yokai mesmo como um mero humano, ou você já se esqueceu daquele dia?

Kagome se lembrou do dia em que o Hanyou se machucou muito quando estava na forma humana, tanto que mesmo quando voltou a ser um meio Yokai, suas feridas ficaram abertas por dias.

- Kagome, ninguém sabe do meu segredo, aquele dia nunca mais se repetirá!
- Inuyasha, eu gostaria que você fosse comigo para a minha era nas noites de lua nova, você ficaria longe de perigos e ainda poderia andar livremente na rua.
- Ah então é isso! Kagome como você pode??? – grita inuyasha apontando pra Kagome.
- Ah?! O que foi? – pergunta Kagome confusa.
- Você só está querendo me mostrar para as suas amiguinhas, não é mesmo?!!!
- O que??? Inuyasha! Como você é infantil! Eu aqui preocupada com a sua segurança e você pensando uma coisa dessas!
- Depois de ouvir uma besteira dessas, eu só posso pensar assim!!!

Mirok resolveu opinar.

- A senhorita Kagome esta certa inuyasha, é melhor você fazer o que ela pede, você na forma humana não pode fazer muito e vai se tornar uma presa fácil, além disso, seu segredo não vai durar para sempre, uma hora podem descobrir.
- Descobrir?! Só se você continuar a jogar o meu segredo aos quatro ventos!

Inuyasha olhou para Kagome que estava de cabeça baixa e pensou: Agome, você quer tanto assim que eu passe como humano na sua era…
Inuyasha respirou fundo.

- Tudo bem Agome, eu vou, mas só uma vez heim!
- Sim! – disse Kagome com pulinhos de alegria e pensando: Até que enfim o inuyasha vai poder conhecer as coisas boas da minha era!!!

Na véspera da noite do primeiro dia:

- Pronto Inuyasha? – disse Agome toda contente.
- Pef! Vamos logo, antes que anoiteça! – respondeu Inuyasha já entrando no poço.
- Hei Inuyasha, me espera… Sangô, Mirok, Shippou, amanhã à noite estaremos de volta! – disse Agome pulando no poço.


A tarde estava no fim, inuyasha estava na casa da Agome.

- Mamãe, estou em casa! – disse Agome tirando os sapatos e entrando em casa – Ué?! Cadê todo mundo?

Inuyasha viu um bilhete em cima da mesa, tinha o cheiro da mãe da Agome.

- Agome, veja isto!
- Um bilhete da mamãe…eu vou ler: “Agome, vou passar uns dias fora, achei um vale brinde na comida congelada, ganhei uma viagem para o litoral. Mamãe”. – por isso a senhora só comprava congelados… – disse Agome com cara de insatisfeita.
- Agome, logo logo vai anoitecer, não quero que ninguém mais saiba do meu segredo!
- Não diga bobagens Inuyasha, ninguém vai reparar!
- Como assim?! O seu irmão e o seu avô não contam???
- Achei um bilhete do vovô: “Agome, a viagem era para duas pessoas, o Souta não quis ir, ele ficou na casa do Toshio, não esqueça de buscá-lo até sábado. Vovô” – ai ai ai ai, só a minha família mesmo…afff!
- Então não tem ninguém em casa?! Menos mal, ninguém vai saber do meu segredo! – disse Inuyasha com um grande sorriso.
- O que??? Eu e você sozinhos aqui em casa?!! – disse Agome pensando coisas feias… – Não, não não!!!Vamos agora na casa do Toshio pegar o Souta!!! – Disse olhando em volta e percebendo que o inuyasha não estava mais lá.

Agome foi procurar Inuyasha e ouviu um barulho estranho, ela correu pra ver, era inuyasha assistindo TV.

- Hei Agome, essa sua caixa mágica é bem interessante…

Derrepente um barulhinho ecoou…urrrrrrrrrr

- Inuyasha, você esta com fome, não esta?
- Eu com fome? – urrrrrr – Bem, um pouco eu acho… – respondeu inuyasha envergonhado.
- Vou ver o que a Mamãe deixou pra comer…

Agome abriu a geladeira e viu um monte caixas de congelados, sorvetes, massas, carnes, uma verdadeira infinidade de congelados.
Mamãe, pensou Agome, não foi à toa que a senhora conseguiu ganhar a viagem.
Algum tempo depois…

- Inuyasha! Vem comer!!! Inuyasha? O que será que ele está fazendo que não vem?

Inuyasha adormeceu nas almofadas do chão, Agome percebeu que ele estava de cabelos pretos.

- É verdade, nesta era também é dia de lua nova, mas é a primeira vez que Inuyasha dorme tão tranqüilo na forma humana, vou deixá-lo dormir.

Enquanto isso na era feudal a Feiticeira da lua usou sua magia, misturou o fio de cabelo de inuyasha a sua porção misteriosa com pedras que dizia ser do lado escuro da lua. A feiticeira estava preocupada pois não foi totalmente verdadeira com Narak, ela mentira ao dizer que podia esconder a lua, ela apenas pode fazer uma maldição temporária, mas se ela conseguir a jóia de quatro almas ela pode tornar a maldição eterna.

Na era atual, Inuyasha acorda com a maior fome, ele procura Agome e a encontra na cozinha debruçada sobre a mesa, cochilando.

- Agome?! – ela esta dormindo, nossa quanta comida! Ela fez tudo isso pra mim? Vou comer antes de acordá-la – pensou Inuyasha com uma cara de esfomiado – Hummnn que gostoso, essa comida da era da Agome é muito boa!

Inuyasha depois de comer, percebeu que a Agome não estava muito confortável, então resolveu levá-la para a sala e a colocou no sofá, ele dormiu no chão.

O dia amanheceu, Agome abre os olhos, repara em Inuyasha e leva um susto.

- Acorda Inuyasha!!! – disse ela com cara de espanto.
- O que foi Agome?! Ah, já é dia! Então podemos voltar!
- Inuyasha você não está sentindo falta de algo não??
- Do que Agome?
- Olha para o espelho da parede!
- Mas por que… Ahhhh! Eu ainda sou humano! Mas como é possível?? Agome isso tudo é culpa sua!
- O que?! Como assim culpa minha???
- Se você não tivesse insistido tanto para eu vir para essa era, isso não teria acontecido! Droga, droga, Droga!!!

Na era feudal um lacaio de Narak procura inuyasha, ele não é forte e Sangô logo dá cabo dele, mas antes de morrer o monstro disse que agora que Inuyasha é um reles humano, ele vai ser presa fácil para qualquer yokai.

- Humano, como assim? Diga se quiser viver!!!
- A maldição da noite do primeiro dia permanece em Inuyasha – disse o monstro que se desfez em poeira.
- O que ele quis dizer Mirok?
- Eu realmente não sei Sangô, mas desconfio que inuyasha pode ficar em apuros.

Na era atual, Agome e inuyasha se preparam para voltar para a era feudal, os dois pulam no poço come ossos, mas só a Agome passa para o outro lado, Inuyasha permaneceu na era atual.

- Agome, que bom que você apareceu! Onde está o Inuyasha? – pergunta Sangô.
- Ele estava logo trás de mim… o que, só eu pude passar, acho que como humano, Inuyasha perde a capacidade de atravessar as eras do poço come ossos…
- O que?! Humano!? – disse Mirok preocupado.
- Aquele monstro estava certo! – disse Sangô preocupada.
- Monstro? Como assim Sangô?
- Agome, hoje de manhã, um Yokai veio atrás de Inuyasha e antes de morrer ele disse que a maldição do primeiro dia permanecia em Inuyasha.
- Maldição?! – Então foi for isso que ele não voltou a ser um meio Yokai. – pensou Agome preocupada.
- Só tem uma pessoa capaz de fazer uma maldição desse tipo, a feiticeira da Lua. – disse Mirok.
- Ah não, se Inuyasha continuar como humano ele não vai poder voltar para essa era.
- Então temo que a maldição funcionou, se Inuyasha permanece como humano.
- Mas Mirok como podemos acabar com essa maldição? – pergunta Sangô.
- Não existe nenhuma maneira, pois esta é uma maldição temporária, provavelmente só vai durar alguns dias, talvez uma ou duas semanas.
- Uma semana?! Ah não Inuyasha vai ficar humano todo esse tempo?!
- Eu temo que sim senhorita Agome, e ele vai ficar preso na sua era até que a maldição acabe, pois só você pode passar pelo poço com um fragmento da jóia.
- Mas ele não vai querer ficar lá, ai, o que eu faço?!
- Não se preocupe Agome, Inuyasha vai ter que entender!
- Sangô tem razão, senhorita Agome volte para a sua era e conte tudo a ele. – disse Mirok
- Mas e vocês?! E se Narak aparecer?
- Na situação atual, Narak não deve ter se recuperado ainda, o yokai que ele enviou é a prova disso, era muito fraco. – disse Mirok
- Então está certo! Eu vou voltar! Cuidem-se amigos! – disse Agome pulando no poço.

Inuyasha estava super nervoso tinha cavado no fundo do poço até suas mãos ficarem machucadas, Agome voltou e contou tudo a ele.

- Uma maldição?! Então vou ficar como humano pra sempre? Não quero ficar preso nessa era estranha!
- Espera inuyasha, o Mirok disse que esta é uma maldição temporária.
- E por quanto tempo vou ficar assim?
- Um ou duas semanas, eu acho. – disse Agome sabendo que ia vir bomba de inuyasha.
- O queeee?? Todo esse tempo?! Eu não posso ficar aqui! – ATCHIMMMM –
- Inuyasha eu sei o quanto você está preocupado, mas tente se acalmar.
- Agome, me deixe sozinho, por favor.

Inuyasha ficou deitado em cima do telhado da casa da Agome, uma chuva fina caia. O gato da Agome ficou arranhando a janela, o que chamou a atenção de Inuyasha que ao se levantar escorregou e caiu no chão.
Agome ouviu o barulho e correu para ver.

- Inuyasha, você está bem?
- Estou! – ATCHIMMMM – disse inuyasha sem graça e espirrando.
- Hei, é melhor você entrar ou vai se resfriar, você está todo sujo de terra.
- Não posso fazer nada! Como um simples humano não consegui ter equilíbrio para cair – disse Inuyasha irritado.
- Isso é muito fácil de resolver inuyasha, é só você tomar um banho!
- Banho? Sim, eu vou.

Inuyasha ficou deitado na banheira, estava se sentindo bem, ele ficou pensando que nunca havia sentido a luz do sol como um humano. Muitas sensações desapareceram, mas muitas outras afloraram, como o prazer de um banho com muita espuma sem a aversão ao cheiro do sabão.
Agome aproveitou e foi lavar as roupas de Inuyasha, que ao sair do banho se deparou com um roupão de banho.

- Agome, Agomeee!!!
- O que foi!? HAAAAA!!! O que você tem na cabeça, por que não se vestiu? – disse Agome envergonhada ao ver inuyasha pelado.
- Eu quero as minhas roupas!
- Coloquei pra lavar, use aquele roupão por enquanto.
- Eu não vou usar essa coisa esquisita!
- Inuyasha esse roupão era do meu pai… – disse Agome chateada.
- Pef! Eu pensei que fosse de mulher…
- INUYASHA! SENTAAA!!!
POW!
- Ai! Porque você fez isso Agome?
- Fique sabendo que esse roupão é muito importante para mim e era o preferido do meu pai, então mais respeito, ele morreu…

Inuyasha se arrependeu do comentário infeliz e resolveu vestir o tal roupão sem reclamar, ele não parava de espirrar. Agome resolveu trazer um cobertor, um escalda pés e um chazinho para gripe. Inuyasha, como sempre, se fez de durão mas acabou aceitando.
A tarde caiu, Agome foi pegar as roupas no varal quando Souta chegou em casa e se deparou com Inuyasha na forma humana, ele olhou bem, olhou bem e…

- Hei, quem é você? Por que está aqui? Cadê a Agome? – disse o moleque com medo.
- O que é?1 Não ta me reconhecendo não é? Sou eu o Inuyasha!
- Ah não é não! O inuyasha não tem cabelo preto! O cabelo dele é prateado e tem orelhas de cachorro! Você não tem nada disso! Você é um garoto normal! Cadê a mana? O que você fez com ela? Mana!!!

Souta tentou bater no inuyasha. Agome chegou bem na hora.

- Souta, você não tava na casa do Toshio?
- Sim, mas como você não foi me buscar a mãe dele me trouxe até em casa.
- Ah, hoje é sábado! Eu tinha esquecido…
- Mana, quem é esse garoto? Ele disse que era o Inuyasha, mas o Inuyasha não tem cabe… – derrepente Souta olhou as roupas vermelhas na mão de Agome. – Inu-inuyasha, é mesmo você?!
- Pef! Claro que sou eu seu medroso!!! Respondeu Inuyasha tirando um sarro de Souta que ficou sem graça…
- Souta, quando a Mamãe e o vovô vão voltar?
- Ih, acho que só daqui a três dias.
- E se eu não tivesse voltado da era feudal, você iria ficar sozinho todo esse tempo?!
- Claro que não, eu iria para a casa do Kojiro, mas agora que você voltou, eu posso ficar.
- ATCHUMMM!!!
- Nossa que espirrão! Mana o inuyasha está gripado.
- Gripe eu?! Eu não tenho essas doenças de huma…ATCHUMMMM!!! Disse Inuyasha dando aquele espirro.
- Sei… e o que você é agora? Um besouro?!
- Minhas roupas! Até que enfim estão secas! – disse Inuyasha mudando de assunto – Que cheiro diferente, é bom!

Agome e Souta sorriram.

No Japão feudal, Shippou e a velha Kaede ficaram sabendo do que tinha acontecido com Inuyasha.

- Esse é um grande problema – disse Kaede separando suas ervas – Inuyasha só vai voltar a ser um meio Yokai quando o feitiço perder efeito.
- Mas e se encontrarmos a feiticeira que fez isso? – pergunta Sangô.
- É inútil, mesmo que a feiticeira morra, a maldição vai continuar até o dia do seu fim.
- Eu estou com inveja do Inuyasha. – disse Shippou.
- Inveja? Mas porque? Perguntou Sangô.
- Ele vai ficar comendo aquela comida gostosa da era da Agome por um bom tempo…
- Comida não é nada, o inuyasha vai dormir na casa da Agome, é provável que aqueles dois acabem fazendo a…

TOIMMM

- Ai! Porque fez isso?
- Mirok, realmente você é muito pervertido! – disse Sangô após ter dado um croc na cabeça do Mirok.

Enquanto isso Narak fica frustrado por não encontrar o inuyasha em ligar nenhum, a velha feiticeira mostra o fio de cabelo de inuyasha, esta era a prova de que o feitiço estava dando certo, o fio de cabelo tinha mudado de prateado para preto.
A velha cobrou a promessa de Narak e pediu a jóia de quatro almas, Narak só vai lhe dar a jóia depois que pegar inuyasha e matá-lo.
A velha feiticeira ficou enfurecida e tentou pegar a jóia à força, Narak que ainda estava em pedaços foi defendido por Kagura a mestra dos ventos, que acabou com a feiticeira que antes de morrer jurou vingança.

- Kagura, será que você está mesmo do meu lado?
- O que você quer dizer com isso Narak? Não percebeu que acabei de te salvar?
- Não precisava ter acabado com a velha, você sabe que sem ela não temos como saber se a maldição ainda está em Inuyasha, além disse eu mesmo iria dar um fim nela, depois que sua utilidade terminasse, assim como poderei fazer um dia com você minha cara, lembre-se, o seu coração está nas minhas mãos. – Disse Narak com um sorriso maléfico e se recompondo.

Kagura deu as costas ao narak e foi embora pensando.
- Narak, espero que o Inuyasha acabe com você, eu sou o vento e quero ficar livre.

Na era atual.

- Inuyasha, você está se sentindo melhor? – perguntou Agome.
- Sim, graças aos seus remédios mágicos.
- São comprimidos, que bom que você está melhor Inuyasha…
- Agome…
- O que?

Inuyasha ficou olhando profundamente para a Agome que ficou com o rosto corado.
Quando o olhar pareceu mais intenso…

- ATCHUMMMM!!!… Acho que ainda não melhorei. – completa Inuyasha.
- Mana! – Grita Souta – Olha o Inuyasha, ele está com os pés no chão!
- Inuyasha! Se você ficar com os pés no chão desse jeito, você não vai melhorar! Pegue, use isto!
- E o que é isto?! – perguntou Inuyasha com uma cara de bobo e tirando a Agome do sério.
- São chinelos!!! Use isto nos pés até que melhore dessa gripe.

A tarde caiu, Inuyasha estava dormindo, Souta e Agome estavam vendo tv. Agome estava pensativa e ao mesmo tempo preocupada com seus amigos da era feudal.

Na era feudal a velha kaede estava meditando quando sentiu um vento sombrio.

- Essa energia maligna…quanta maldade!

Mirok correu em direção a velha Kaede…

- Você também sentiu Mirok? – disse Kaede olhando para a floresta Yokai.
- De quem era essa energia maligna senhora Kaede?
- Olha a lua Mirok…
- Voltou a ficar cheia – disse Mirok perplexo. – Parece que a feiticeira da lua não está mais aqui e deu seu ultimo sopro para mudar a lua, mas porque?
- Agora é uma questão de tempo logo inuyasha voltará a seu um meio Yokai.

Shippou chegou com alguns frutinhos e também percebeu a mudança da lua, uma lua cheia e em pleno dia.

Anoiteceu, e na era atual, Inuyasha acordou e estava se sentindo bem melhor e com muita fome. Agome e Souta dormiram, Inuyasha não quis acordá-los e resolveu procurar comida na cozinha. Ao abrir a geladeira ele se deparou com uma infinidade de caixas de comida congelada.

- Mas como a família da Agome consegue comer isso? Se pelo menos eu pudesse sentir o cheiro daquele macarrão… – pensou Inuyasha se referindo ao macarrão instantâneo, ele procurou mais um pouco e acabou achando o tão visado alimento.

Agome acorda de repente sentindo um cheiro de fumaça, ela percebeu a ausência de Inuyasha e correu para o jardim. Lá estava inuyasha tentando fazer uma fogueira para aquecer o macarrão instantâneo.

- Inuyasha!!! – disse Agome sorrindo – Venha! Vou te ensinar como é que se faz para fazer comida nessa era.
- Mas a fogueira está quase acesa… – disse Inuyasha soprando o pequenino fogo.
- Venha Inuyasha.
- Ta bem, ta bem, eu vou, Pef!

Agome vai à cozinha, Inuyasha ficou sentado olhando a Agome e resolveu ajudá-la.

- Ah então é assim que se faz fogo nessa caixa de ferro?!
- E não é só isso Inuyasha, vou fazer mais coisas, que tal isto? – disse Agome pegando uma caixa de congelados.
- Essa comida gelada?! Vai demorar horas para descongelar…
- Não demora não, é só colocá-la no microondas e ajustar os minutos, vamos ver dez minutos são mais que suficientes.

A comida ficou pronta rapidinho, Inuyasha começou a comer como louco, Agome não gostou dos modos dele e o mandou sentar…

POWWW!
Inuyasha tacou a cara no chão e ficou com o nariz sangrando.

- Por que você fez isso Agome! Ta vendo o que você fez?

Agome ao ver o inuyasha com o Nariz sangrando ficou sentida por ter dado o comando naquela hora, ela o abraçou aos prantos pedindo desculpas. Inuyasha ficou espantado com o choro da Agome e também a abraçou, o céu estava nublado, mas de repente ficou limpo. Agome olhou para o céu e se surpreendeu.

- Inuyasha veja a lua! Ela está cheia!
- O que? Mas há apenas três dias ela estava escura.
- Três dias?! Ah não, a mamãe e o vovô vão voltar hoje!!! – disse Agome preocupada com a bagunça na casa, ela correu e arrumou tudo, Inuyasha e Souta ajudaram.

A mãe de Agome e seu Avô chegaram no outro dia de manhã, inuyasha estava dormindo no quarto do Souta, Souta dormiu no quarto de sua irmã com ela. Agome acordou com o barulho e correu para ver sua mãe.
- Filha! Você voltou da outra era, que bom!
- Mamãe!!!
- Cadê o Souta?! – perguntou o vovô – eu trouxe uns amuletos.
- Vovô, o Souta ainda está dormindo.
- Eu vou vê-lo. – disse a mãe da Agome – estou morrendo de saudades do meu filhinho!

Agome ficou preocupada, pois Inuyasha estava dormindo no quarto de Souta.

- Peraí mamãe, deixa que eu acordo ele! – disse agome subindo as escadas correndo para o quarto, ela acordou o Inuyasha, depois acordou o Souta,

Agome jogou uma toalha na cabeça de inuyasha.

- Hei, pra quê essa toalha?!
- Coloca isso na cabeça, minha mãe e meu avô estão aqui, você não quer guardar o seu segredo? – disse Agome descendo as escadas correndo.

A mãe da Agome arrumou a mesa com um caprichado café da manhã, todos se reuniram à mesa menos o Inuyasha.

- Pessoal, falta o Inuyasha! – disse Souta.
- Ah o Inuyasha está aqui? Eu vou chamá-lo.
- Mamãe, ele não gosta de comer à me…
- Inuyasha que bom que você veio tomar café conosco! Sente-se, o que você estava falando mesmo Agome?
- Nada mamãe…

Agome entra em desespero, pois como explicar os cabelos pretos de Inuyasha, mas para a sua surpresa e alivio, ninguém reparou que Inuyasha era um humano completo, todos estavam muito ocupados se deliciando com o café da manhã.
Agome respira aliviada, Inuyasha deu um suspiro pensando:
- Como a família da Agome é estranha…

Depois de acabar o café, Inuyasha ajudou a mãe de Agome a enxugar a louça.
- Sabe Inuyasha, você fica muito bem com esses cabelos pretos. – disse a mãe de Agome.
- Então a senhora tinha percebido?
- Claro que sim, ainda mais com o nervosismo da Agome. Inuyasha por que você não dá um passeio com a Agome? O dia está tão lindo! Ela poderia te levar para conhecer outros lugares da cidade.

Inuyasha ficou vermelho. Agome também ficou vermelha, ela estava ouvindo a conversa.

- Inuyasha, obrigada por me ajudar! Agome, pegue este dinheiro, leve o Inuyasha para conhecer a cidade.
- Mamãe…
- Vá filha, aproveite a juventude…

Agome e Inuyasha foram passear, ela estava muito tranqüila, pois como humano e de cabelos pretos, Inuyasha não chamava tanta atenção. Os dois se sentaram num banco da praça e ficaram em silêncio, Agome estava bem corada e Inuyasha também. Quando os dois estavam prestes a se beijar…

- Cachorro quente! Olá casal bonito, que tal um cachorro quente?!

Agome e Inuyasha ficaram sem graça com a interrupção repentina do vendedor de cachorros quentes.

Na era feudal…

- Mudou denovo! – disse Shippou!
- É mesmo, a lua mudou de fase denovo. – disse Mirok
- Isso não é normal. – disse a velha Kaede – provavelmente a feiticeira da lua fez um encanto antes de morrer. Acho que ela quis diminuir o tempo da maldição acelerando a fase da lua.

A velha Kaede estava certa, esse foi o jeito que feiticeira encontrou antes de morrer pára se vingar do Narak, fazendo o seu plano falhar.

- Acho que o Inuyasha vai voltar muito antes do que imaginamos. – disse Sangô.

Narak também percebeu a mudança.

- Maldição! Inuyasha você têm muita sorte! Graças a traição da feiticeira da lua vou ter que adiar a sua morte.

A tarde caiu, Agome e Inuyasha estavam numa praça, quando um pedido de socorro ecoa no ar. Os dois correm até o local do grito e dão de cara com um homem que estava ameaçando uma mulher com uma arma. Inuyasha resolve reagir, ele leva um tiro do bandido que saiu correndo, o braço de Inuyasha sangrava muito, a roupa de pêlo de rato de fogo não o protegeu.

- Maldição! Se eu tivesse com os meus poderes de Yokai, não teria me ferido tão facilmente!
- Inuyasha! Olhe pra mim! Você está bem?
- Estou…AGHT!
- Inuyasha, vem, eu te ajudo!

Inuyasha se apoiou em Agome que o levou para casa, a mãe de Agome cuidou do ferimento do braço de Inuyasha, por sorte o tiro foi de raspão e o ferimento era bem superficial.
Agome estava preocupada e pensativa, pois ela queria que o Inuyasha se tornasse um humano, ao mesmo tempo, ficava desejando que ele voltasse a ser um meio Yokai para se curar logo.

- Filha, o Inuyasha está bem, ele só está com um pouquinho de febre…Mas essa febre não parece ser do ferimento.
- Ele estava gripado, deve ter tido uma recaída, mamãe, obrigada por ajudá-lo.
- Filha, eu sei que você gosta muito dele, por isso eu te apóio, você sabe o que é certo e confio muito em você.
- Ah mamãe, eu te adoro! A senhora me entende.

Agome foi ao quarto ver Inuyasha, ele estava dormindo, ela ficou observando-o com carinho, ele pronunciou o nome dela enquanto dormia, Agome percebeu que ele ainda estava com febre.
A noite foi longa, Agome não estava conseguindo dormir, ela olhou para o céu e percebeu que a lua tinha mudado denovo, era lua nova, Agome se aproximou e deu um beijo na testa de Inuyasha que acordou na hora, os dois se beijaram.
- Agome, gosto de ficar perto de você, você me faz bem, mesmo como humano me sinto forte…

Inuyasha deitou no colo da Agome e adormeceu. Finalmente amanheceu, o Nariz de Inuyasha começou a coçar, Agome acordou e percebeu que ele não estava mais lá, mas ouviu uns ruídos estranhos, ela correu para a janela e viu Inuyasha totalmente curado brincando com o Buil e de cabelos prateados, mas ele ainda não tinha se dado conta…

- Inuyasha, você percebeu algo de diferente? – disse Agome segurando um espelho.
- O que?
- Olhe. – Agome colocou o espelho na cara de inuyasha.
- Voltei ao normal!!! Mas como, se só se passaram quatro dias?!
- Inuyasha você não percebeu a mudança da lua?
- Não.
- Acho que a vovó Kaede achou um jeito de acabar com a maldição da feiticeira.
- Agora podemos voltar e procurar o Narak!
- Eu não vejo a hora de ver nossos amigos, vou levar mais giz de cera para o Shippou.
- Agome, sempre que pudermos voltarei com você para sua era…
- Inuyasha…

Começou a ter um clima entre o dois, quando eles iam finalmente se beijar, são interrompidos por um brilho. Era o flash da maquina fotográfica do avô da Agome, ele bateu uma foto dos dois.
Agome ficou furiosa, tomou a maquina do seu avô, guardou na mochila e foi para o poço come ossos. Inuyasha sem entender nada foi atrás dela.

Chegando na era feudal…

- Agome, inuyasha! Que bom! Sangô, Mirok, venham! eles voltaram! – Grita Shippou com a maior alegria.
- Que bom que vocês voltaram!!! Agome, estávamos te esperando… – disse Sangô
- Onde está a vovó Kaede? Quero agradecê-la por ter feito a maldição acabar.
- Senhorita Agome. – disse Mirok – Não foi a velha Kaede que acabou com a maldição.
- Mirok está certo, a feiticeira da lua deve ter sido morta pelo Narak, mas antes de morrer ela invocou a magia do tempo da lua, onde cada fase da lua dura apenas um dia, num total de quatro dias.

Shippou estava mexendo na mochila da Agome quando encontrou a máquina fotográfica, apertou um botão e saiu a foto de Agome e inuyasha quase se beijando.

- Olha, o Inuyasha e a Agome estão se beijando!!! – gritou Shippou com a foto na mão.
- O quê? Deixa-me ver! – Disse Mirok com cara de curioso.
- Hei Shippou, me devolve isso! – intima Agome.

Inuyasha deu um croc na cabeça do Shippou, quando viu a foto ficou vermelho, Agome também ficou envergonhada.

- Hei, não precisam ficar assim, não temos nada a ver com o que vocês fizeram na a outra era, além disso se passaram quatro longos dias, tempo suficiente para acontecer qualquer coisa, né, diz aí hein Inuyasha – disse Mirok cutucando as costas do Inuyasha.
- Isso não é da sua conta seu monge pervertido! Você vai ver o que eu vou fazer com você! Peraí não fuja seu covarde!!! – disse Inuyasha correndo trás do Mirok

Agome pegou a foto e guardou dentro da agenda. Enquanto observava Inuyasha correndo trás do Mirok, ela disse em pensamento: Inuyasha eu quero ficar com você como humano ou yokai…

***************FIM**************

Artigos relacionados:

You can responder, outrazer para seu site.

Deixe um comentário

You must be logged in to post a comment.

Product description online pharmacy to buy medicines online safely. Best-quality discount drugs Canadian drug store '$)` drugs online used to treat erectile dysfunction.